é o cklCOLECÇÃO DE CROMOS DAS AMADORAS

OS NÚMEROS SORTEADOS PELA LOTARIA NACIONAL DE NATAL FORAM OS SEGUINTES: 1º PRÉMIO 48509 - 2º PRÉMIO 73761 - 3º PRÉMIO 74257. QUEM ADQUIRIU OS BILHETES DO SORTEIO DEVE VERIFICAR OS SEUS NÚMEROS E REIVINDICAR O SEU PRÉMIO.DE REGISTAR QUE PARA O NOSSO SORTEIO SÓ CONTAM OS ÚLTIMOS QUATRO ALGARISMOS. ASSIM, 1º PRÉMIO 8509 - 2º PRÉMIO 3761 E 3º PRÉMIO 4257

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

BOXE - ENTREVISTA COM MILTON JEREMIAS, CAMPEÃO NACIONAL CONSAGRADOS DE 64 KG



Milton Jeremias, conquistou o título da Campeão Nacional de Consagrados, na categoria de 64 kg, que adicionou ao título de Campeão Regional, recentemente conquistado, no seu primeiro ano de competição oficial.


Vamos identificar, o novo campeão?
Sou Milton Jeremias, tenho, tenho vinte e dois anos, estudo na Faculdade de Desporto e pratico Boxe no Boavista, neste momento, na categoria de 64 kilos.

És filho de um campeão de pugilismo, Jorge Jeremias, esse facto teve influência no teu ingresso no mundo do boxe?
Directamente, não! Posso dizer-lhe que o meu pai não queria que eu praticasse a modalidade, mas indirectamente,  ajudou nos contactos e nos conhecimentos, caso contrário, não estaria aqui no Boavista.

O facto de assistires a alguns treinos, do teu pai, fez nascer essa paixão pelo boxe?
Sim de certo modo, pode ter sido, como se passou durante a minha infância, pode ter tido alguma influência.

Que significa para ti o boxe?
É um desporto que eu gosto, que me dá prazer praticar e, por isso, tenho o objectivo de passar a profissional.

Há quanto tempo estás na modalidade?
Treino há seis anos, mas como sénior, estou na competição há dois.


Oficialmente este ano, foi a tua estreia em competições oficiais?
O ano passado não houve competição para seniores/iniciados e por isso, passei esta época, para seniores/consagrados, começando a competir oficialmente.

Conquistando dois títulos, consecutivos. Como analisas os combates dos mesmos?
A nível regional fiquei frustrado, porque não tive adversário na final e assim a minha prestação não foi contabilizada para o Clube, foi atribuído o título, apenas a nível individual. A nível nacional, foi diferente e considero que foi um excelente combate.

Queres comentar esse combate?
Correu bem, porque nós no sábado tínhamos visto o meu adversário a combater. Tínhamos visto, que ele entrava forte, mas que se cansava rapidamente. O Senhor Caldas, conversou comigo e decidimos que deveria pressionar o adversário desde início, para o desgastar e fazer o meu boxe.

Algum nervosismo no início?
Não. O nervoso, para mim, acontece no final, porque vemos que tivemos a nossa família a assistir…o nervoso é no fim, durante o combate é o prazer e só divertir.

Como consegues conciliar o tempo de estudo com o tempo de treino?
Treino todos os dias. Quando gostamos e queremos evoluir, conseguimos sempre tempo, para treinar e estudar um bocadinho.


Planos para a próxima época?
Cumprir o plano que o Senhor Caldas vier a propor, tendo sempre os interesses do Boavista acima dos meus e tentando competir o maior número de vezes. Já este ano, o senhor Caldas apostou muito em mim, por isso, estou entusiasmado para o próximo ano.